BLOG WIDEX

6 exercícios para melhorar a audição que precisa de conhecer

11-01-2021
19-03-2021

A idade é um dos fatores que pode contribuir para a diminuição da nossa capacidade auditiva, mas não é o único. Isto é, há inúmeros outros fatores que podem contribuir para a perda de audição. A boa notícia é que existem exercícios para melhorar a audição e evitar a perda auditiva prematura.

A exposição regular a ruídos prejudica a captação de vibrações sonoras e, com o tempo, este cenário tende a agravar-se. Não adquirir certos cuidados com o canal auditivo e com a saúde em geral é meio caminho andado para uma situação de perda auditiva prematura.

A seguir, reunimos alguns hábitos e exercícios para melhorar a audição. Acompanhe a leitura e saiba como melhorar a audição e manter os seus ouvidos saudáveis por muitos anos!


Como melhorar a audição naturalmente? Estes 6 exercícios podem ajudar

 

1. Pratique com regularidade a identificação de sons

Tente fazer o seguinte exercício: vá para um lugar tranquilo e feche os olhos por alguns minutos. Procure identificar a origem de todos os sons que estão ao seu redor. Tente perceber se estão perto ou se estão longe e de que direção vêm.

Este tipo exercício é uma excelente forma de praticar o reconhecimento de sons (e de manter a sua audição ativa). Além disso, promove o relaxamento, uma vez que se assemelha bastante à meditação. A única diferença é que visa treinar a identificação de diferentes tipos de sons.

Poderá fazê-lo em qualquer lugar, inclusive em casa. O barulho da cafeteira, o motor do ar-condicionado, o ladrar do seu cão na varanda e tantos outros sons que podem ser identificados em apenas alguns minutos de pausa.

2. Trabalhe o foco da sua audição em lugares ruidosos

Outro exercício que pode ter um impacto positivo na sua saúde auditiva é tentar manter-se focado numa conversa com alguém num ambiente mais ruidoso do que o habitual. Basta tentar manter a atenção no que a outra pessoa está a dizer, seja na rua, num local fechado, ou mesmo em casa, com a televisão ou o rádio ligados. O objetivo é tentar concentrar-se nos sons que são importantes e, assim, treinar a sua audição.

Não se trata, contudo, de se expor a ambientes demasiados ruidosos, até porque este tipo de cenário é bastante prejudicial para a sua audição. Referimo-nos sim, a ambientes com mais estímulos sonoros do que aqueles que tem em casa quando está sozinho.

 

3. Melhore a sua audição com a prática de atividade física

Existe uma ligação estreita entre o nosso sistema cardiovascular e o funcionamento de órgãos e tecidos que envolvem o sistema auditivo. O ouvido interno é uma região com muitos vasos sanguíneos e, por isso, beneficia de hábitos que favorecem a circulação de sangue no corpo.

Se não pratica uma atividade física, saiba que nunca é tarde para começar, mesmo que o faça de forma gradual. Dê preferência à caminhada, à natação, ao ciclismo e a outras modalidades desportivas que permitam a movimentação do corpo inteiro. Lembre-se que o segredo para uma boa forma física é ser disciplinado e manter uma atividade desportiva regular.

 

4. Tenha cuidado com os auscultadores e auriculares

Auscultadores ou auriculares e perda auditiva estão mais relacionados do que aquilo que julga. Usar esses equipamentos no volume máximo é, talvez, uma das práticas mais prejudiciais para a nossa saúde auditiva. Sobrecarregar os ouvidos com música alta pode ser um fator decisivo para o surgimento de problemas auditivos graves no futuro.

Aliás, é por essa razão que a maioria das marcas de telemóveis recomendam manter os auriculares num volume mediano. Isto porque ultrapassar este limite pode prejudicar a sua audição a médio e longo prazo.

Lembre-se, a este propósito, que os ruídos que danificam a audição são uma das principais causas dos zumbidos.

Se, ainda assim, não dispensa os auscultadores e os auriculares opte por uns com bloqueio de ruídos e evite utilizá-los durante longos períodos. Ao contrário dos ruídos externos, o som destes acessórios está totalmente direcionado para o canal auditivo, razão pela qual a utilização prolongada pode ser bastante danosa para o seu sistema auditivo.


5. Adicione alimentos nutricionalmente ricos na sua dieta

Sabia que a alimentação tem impacto na qualidade da sua audição? Tal como existem nutrientes que favorecem a audição, também há alimentos que a prejudicam.

Os grupos de alimentos para melhorar a audição são: as frutas, os alimentos ricos em ómega-3 (como o óleo de fígado de bacalhau, o salmão, sardinhas, nozes, sementes de linhaça, de chia, soja), os frutos oleaginosos, os vegetais de folhas verde-escuras.

Por outro lado, o consumo de sal e de açúcar em excesso acelera o metabolismo, prejudica as células do corpo e afeta o líquido responsável por lubrificar o ouvido interno.

É também por esta razão que pessoas que sofrem com diabetes tipo 2 costumam ter problemas auditivos. O excesso de gordura também pode, aos poucos, obstruir os vasos que percorrem o sistema de audição.

 

6. Esteja atento à forma como limpa os seus ouvidos

Cuidar do canal auditivo é um dos procedimentos mais valiosos desta lista e exige alguns cuidados diários simples. A limpeza do canal auditivo é uma das questões que mais gera preocupação, até porque ainda há muitas pessoas que utilizam cotonetes para retirar o cerúmen dos ouvidos.

Esta prática não é de todo aconselhada, pois pode provocar danos irreversíveis nos ouvidos, principalmente quando feita com regularidade. Os cotonetes transportam microorganismos para o ouvido interno, o que pode causar uma infeção. Além disso, a sua utilização aumenta o risco de danificar o tímpano e, por conseguinte, perder a audição.

Lembre-se que a limpeza dos ouvidos deve ser feita apenas por um médico otorrinolaringologista. Quando muito pode utilizar os cotonetes para limpar a região externa dos ouvidos, mas não mais do que isso.

Também é importante não tentar fazer a limpeza regularmente, porque o próprio sistema auditivo tem uma função “auto-higiénica”.

Manter a sua saúde auditiva promove a sua qualidade de vida e exige apenas alguns cuidados diários e estes exercícios simples. No entanto, importa frisar, há casos em que a aquisição de um aparelho auditivo pode ser a melhor solução para não deixar a sua audição deteriorar-se.