Read our blog posts below

Qual a relação entre uma alimentação saudável e a audição?

Quanto melhor for a sua alimentação maior será a probabilidade de ter uma boa audição - mesmo se tiver estado exposto a um ruído elevado.

É essa a conclusão de um estudo recente da Universidade da Florida, que comparou 2366 pessoas a quem foi dado um questionário sobre os seus hábitos alimentares seguido de um teste auditivo dividido em quatro partes.

Quanto mais um participante pontuasse no Índice de Alimentação Saudável melhor era a sua função auditiva, disse-nos o investigador Christopher Spankovich.

Uma alimentação saudável não pode reverter problemas auditivos pré-existentes

O estudo revelou que as pessoas que se alimentaram bem mas que foram expostas a um nível de ruído elevado na sua vida diária, ouviram aproximadamente o mesmo que as pessoas que tinham uma alimentação fraca mas que tiveram expostas a menos ruído. 

Spankovich disse que embora a alimentação saudável não consiga reverter a perda auditiva pré-existente, ela pode ter um papel importante na prevenção de problemas de audição futuros.
“A nossa audição está ligada a nossa saúde em geral. O nosso sistema auditivo está ligado à nossa saúde cardiovascular, neurológica e metabólica, e caso não sejamos globalmente saudáveis, faz sentido que possamos aumentar a nossa susceptibilidade para sofrer de perda auditiva,” afirmou Spankovich.

A audição de alta frequência é a mais afetada pelos hábitos alimentares

A Universidade da Florida encontrou uma ligação entre os bons hábitos alimentares e uma melhor audição apenas nas altas frequências, e não nas baixas frequências. Mas estão previstos mais estudos.