BLOG WIDEX

O que esperar do primeiro teste de audição? Um guia passo a passo

22-04-2021
28-09-2021

Também conhecido por exame de audiometria, o teste de audição mede a sua capacidade para ouvir diferentes frequências. Este é um exame preventivo e bastante recomendado, uma vez que permite identificar precocemente possíveis alterações no sistema auditivo, e deve ser realizado por um audiologista credenciado. Tenha em mente que, ao contrário do declínio da visão, a perda auditiva pode não ser percetível de imediato.

Primeiro teste de audição: guia passo a passo

Passo 1: antes da realização do teste auditivo

Quanto mais informação puder fornecer ao seu audiologista, melhor será ele capaz de identificar o tipo de solução certa para si, tendo por base o seu grau de perda auditiva e estilo de vida.

Nesta fase, é importante que partilhe todas as suas dúvidas e que seja o mais honesto possível sobre as dificuldades que tem vindo a sentir. Lembre-se que este especialista tem por única missão ajudá-lo a compreender as suas necessidades auditivas.

Passo 2: faça-se acompanhar de um amigo ou familiar

No seu primeiro teste de audição, é importante que se faça acompanhar de um familiar ou amigo próximo, uma vez que esta pessoa pode ajudar a identificar situações específicas nas quais a sua perda auditiva é mais percetível.

O audiologista pode inclusive realizar um teste auditivo usando a voz familiar do seu ente querido. É muito mais fácil acreditar que "não tem um problema de audição" se não tiver outra pessoa para lhe dar uma perspetiva adicional.

Passo 3: a consulta que antecede o teste

Por norma, o seu audiologista começará por lhe dirigir algumas questões, tendo como objetivo perceber melhor quais as suas experiências quotidianas com o som: Quando notou pela primeira vez uma diferença na sua audição? Quais os sons que são mais difíceis de ouvir? Que aspetos da sua vida quotidiana são mais afetados? Parou de realizar algumas atividades devido à perda de audição?

 

É também provável que, ao longo da conversa, o seu audiologista tente perceber se tem um histórico de exposição regular a ruídos altos, ou mesmo se a sua relação com amigos, família e colegas de trabalho tem sido afetada pela sua perda auditiva.

 

Seja o mais honesto possível a responder a todas estas questões, não há que ter vergonha de nada ou mascarar situações menos confortáveis. Todos os detalhes são importantes para o seu audiologista avaliar convenientemente o seu exame auditivo, uma vez que só assim poderá avaliar melhor a sua capacidade específica de ouvir, bem como recomendar as soluções mais adequadas para o seu caso específico (que têm em conta, como referimos, o seu grau de perda auditiva e estilo de vida).

 

Passo 4: o momento do teste de acuidade auditiva

O audiologista examinará os seus ouvidos com um otoscópio, uma ferramenta com luz que ilumina o canal auditivo. Este é um procedimento padrão, não invasivo, que serve apenas para verificar se há sinais de danos físicos dentro do ouvido.

 

Após a triagem auditiva inicial, a tal conversa honesta que teve com o seu audiologista, este determinará se necessita de mais testes e, se for o caso, dará início ao teste de perda auditiva.

Ser-lhe-á pedido que se sente numa cabina à prova de som e que coloque uns auscultadores (através destes ouvirá um conjunto de sons). É provável que lhe seja dado um pequeno botão para carregar quando ouvir um som ou que lhe seja pedido para levantar a mão.

 

Neste momento, o audiologista registará os volumes mais baixos em que se ouvem sons específicos e representá-los-á num audiograma.

 

Um audiograma é uma representação gráfica da sua audição, destacando as frequências nas quais tem mais dificuldades em ouvir. Pode ser-lhe pedido para repetir palavras que ouve, para ajudar a avaliar o reconhecimento de palavras. O audiologista pode também administrar um teste de reflexo acústico para medir o movimento do tímpano e os reflexos musculares dentro do ouvido.

 

Passo 5: os resultados

Os resultados do seu exame de audição ser-lhe-ão apresentados no audiograma elaborado pelo audiologista. Depois de examinar o audiograma, o seu profissional de saúde auditiva explicar-lhe-á detalhadamente qual o seu tipo específico e grau de perda auditiva.

A partir deste teste de audição, é possível identificar os tipos de som/frequências que precisam de ser melhorados e o audiologista pode, inclusivamente, sugerir tecnologias específicas para ajudá-lo a recuperar sua capacidade de ouvir.

 

Se tiver quaisquer perguntas sobre aparelhos auditivos, não se esqueça de perguntar ao seu audiologista. Por exemplo, pode querer considerar as seguintes questões:

  • É possível que o meu aparelho auditivo fique completamente escondido ou apenas com visibilidade mínima?
  • Qual o preço? Qual o custo de não tratar minha perda auditiva?
  • O aparelho auditivo é à prova de água?
  • Posso conectar meus dispositivos (tablet, smartphone, TV) aos meus aparelhos auditivos?
  • Que configurações de som têm os aparelhos auditivos para diferentes ambientes?

 

Embora seja inteiramente natural e comum perder alguma da nossa capacidade auditiva, não temos de viver com as consequências da perda auditiva. Tenha apenas em mente que a rapidez com que se avança para um tratamento auditivo é fundamental para os resultados obtidos. E tudo começa com um pequeno passo: fazer um teste auditivo.