BLOG WIDEX

7 conselhos para ajudar quem sofre de perda auditiva

12-08-2019
26-08-2019

  1. Seja Solidário

    Desde o momento em que uma pessoa é diagnosticada com perda auditiva até ao momento em que procura ajuda para iniciar o processo de reabilitação auditiva, passam, em média, 7 anos. O caminho é longo, até a pessoa estar mentalizada para iniciar o processo de reabilitação auditiva.

    Não é uma situação fácil, por isso seja paciente e solidário.

    Há várias formas de apoiar o seu familiar ou amigo: mostre que se preocupa, procure novas formas de comunicar, ofereça-se para o acompanhar a uma consulta de audiologia, informe-se e ajude a escolher o equipamento que melhor se adequa às suas necessidades.

     

  2. Aprenda mais sobre perda auditiva

    Uma coisa é imaginar o que é ter perda auditiva, outra é passar pela experiência. Faça um teste num simulador de perda auditiva on-line, como por exemplo o simulador de audição Flintstone. Através de simuladores auditivos conseguimos ouvir tal qual ouvem as pessoas com perda de audição e consoante o seu grau de perda auditiva. Deste modo, é possível compreender melhor o que é sofrer de perda auditiva.

     

  3. Seja paciente

    Quando está a conversar com alguém que sofre de perda auditiva, a tendência é começar a falar num tom mais elevado em vez de repetir com calma a mensagem que está a tentar passar. Se tiver em consideração que o seu interlocutor sofre de perda de audição, poderá escolher palavras que sejam mais percetíveis ou até falar mais devagar para conseguir comunicar com quem tem dificuldades auditivas.

    Lembre-se que quem sofre de perda auditiva, não o faz intencionalmente. Simplesmente tem um problema e precisa de ajuda. Por isso seja paciente.

     

  4. Reformule as suas frases

    A perda auditiva é individual e única. Por isso, quando o seu familiar ou amigo não o conseguir ouvir, é possível que algumas frequências sejam inaudíveis para ele. Aumentar a voz não o ajudará e poderá inclusivamente imprimir um tom agressivo à conversa. Isto pode ser mal interpretado pelo seu interlocutor e por quem esteja por perto. Nestes casos, reformule as suas frases e fale com maior clareza, nunca mais alto.

     

  5. Assuma a responsabilidade

    Quando está a falar com alguém, não deve assumir que essa pessoa vai ouvir ou compreender na perfeição tudo o que diz. Assuma a responsabilidade na escolha das palavras, volume e tom de voz. Faça um esforço para que aquilo que diz seja percetível. Isto é valido para toda as pessoas com quem fala, não apenas para as que sofrem de perda de audição. É importante falar de frente para que a pessoa que o está a ouvir consiga ver o seu rosto e os seus lábios com clareza.

     

  6. Incentive o processo de reabilitação auditiva

    O sucesso do processo de reabilitação auditiva depende em grande parte da motivação do paciente. Assim, o papel dos familiares é de uma enorme importância, na medida em que podem ajudar a motivar a pessoa com perda auditiva e a ultrapassar as dificuldades que possam existir durante o processo de perda auditiva.

     

  7. Procure ajuda profissional

Se a comunicação se tornar difícil entre si e o seu familiar ou amigo, procure ajuda junto de um audiologista. Deste modo, irá aprender novas estratégias de comunicação que facilitarão a vossa relação. Lembre-se que a perda auditiva é um assunto delicado e que é mais fácil aceitar conselhos vindos de um profissional.