BLOG WIDEX
Hearing care specialist showing hearing aid to customer

Porque é que a maioria das pessoas com perda auditiva não usa aparelhos auditivos?

06-01-2021
21-01-2021

Sofre de perda auditiva ou conhece alguém que sofra, mas que se recusa a utilização de aparelhos auditivos? Esta situação é bastante comum e leva a que por vezes um problema de fácil resolução, se transforme numa perda da qualidade de vida.

Eis algumas das razões que levam a que quem sofre de perda auditiva se recuse a usar aparelhos auditivos.

Falsas Expectativas

Algumas pessoas esperam que a audição seja totalmente restaurada e de forma imediata. As expectativas que se geram em relação à tecnologia são muitas vezes demasiado elevadas e, quando essas expectativas não são satisfeitas, as pessoas sentem-se frustradas, deixam de utilizar os aparelhos auditivos e ficando com a ideia de que a tecnologia não funciona.

Usar aparelhos auditivos deve ser encarado com naturalidade.

É importante compreender que os aparelhos auditivos não têm o poder de restaurar a audição. São, no entanto, capazes de compensar a perda auditiva e permitir que o utilizador faça a sua vida normal e com qualidade.

É fundamental, também, ter consciência de que a Reabilitação Auditiva é um processo. Requer tempo e dedicação, para ter os melhores resultados.

 

Razões Estéticas e Estigma Social

O estigma representa outro fator de dissuasão à utilização de aparelhos auditivos. Os aparelhos auditivos podem fazer as pessoas sentirem-se velhas.

Têm ainda alguma vergonha de que as pessoas notem que estão a usar Aparelhos Auditivos. No entanto, atualmente, os modelos existentes no mercado são tão discretos que se tornam quase invisíveis.

Apesar dos vários preconceitos, todos os que são diagnosticados com perda auditiva deveriam usar aparelhos auditivos.

Não desespere e leve o tempo necessário para identificar corretamente o seu grau de perda auditiva. Após o diagnóstico efetuado e a prescrição de um aparelho auditivo, a adaptação pode demorar algum tempo. Durante este período é muito importante ter paciência e seguir passo a passo os conselhos do seu audiologista.

Existem vários modelos de aparelhos auditivos e é possível começar por fazer um período experimental para que possa perceber qual o modelo que melhor se adapta a si e à sua perda auditiva.

É importante que as pessoas com aparelhos auditivos encontrem um ambiente favorável à sua adaptação. Se uma pessoa da família sofre de perda auditiva, todos têm de se adaptar e ser mais compreensivos.

 

Quando fazer um exame auditivo?

Se sente perda auditiva ou algum tipo de dificuldade em ouvir no seu dia-a-dia, consulte o mais rapidamente possível um audiologista.

Consultar um audiologista não significa necessariamente que vai precisar de usar aparelhos auditivos. Contudo, este pode verificar se existem problemas médicos, informá-lo sobre o estado da sua audição e, se necessário, iniciar o processo de aconselhamento.

 

Usar aparelho auditivo não tem de ser um constrangimento nem um incómodo, a tecnologia evoluiu bastante e irá encontrar para o seu caso específico uma solução que lhe garanta qualidade de vida.