BLOG WIDEX
Dor de ouvido

5 mitos e verdades da dor de ouvido

30-09-2021
22-10-2021

A dor de ouvido pode afetar qualquer pessoa, em qualquer idade. Provoca um grande desconforto e, independentemente da sua intensidade, deve de ser acompanhada por um especialista, sobretudo para prevenir complicações auditivas mais sérias no futuro.

A este propósito, apresentamos alguns mitos e verdades sobre a dor de ouvido, para que possa saber como lidar com este problema.


 

Dor de ouvido: principais causas

Antes de mais, importa saber que as dores de ouvido mais comuns são causadas:

 

  • Por infecção (fungos, vírus ou bactérias), que dão origem às chamadas otites;
  • Por lesões no ouvido;
  • Por distúrbios de cerúmen;
  • Por problemas respiratórios;
  • Por acumulação de água;
  • Por problemas na garganta;
  • Por gengivites e dor de dentes.

 

Mitos e verdades sobre a dor de ouvido

 

1. A sinusite pode causar dor de ouvido

 

VERDADE: Assim como existem dores de ouvido que surgem durante ou logo após gripes ou constipações, as infeções na garganta e as doenças respiratórias, como as sinusites e as alergias, também podem causar dores no ouvido. Isto acontece devido à passagem de microorganismos das vias aéreas para o ouvido. Por isso, não se esqueça que sinusite e dor de ouvido são problemas que podem estar efetivamente relacionados.

 

2. A dor de ouvido pode ser causada por acumulação de cerúmen

 

VERDADE: O cerúmen, ou cera do ouvido, é uma proteção natural do sistema auditivo e, na maioria das vezes, o próprio corpo expele o cerúmen naturalmente (sobretudo quando este é produzido de modo excessivo).

 

Porém, quando este processo não acontece, o cerúmen pode acumular-se, bloqueando o canal auditivo parcial ou totalmente (em casos mais extremos). Esta acumulação de cerúmen pode provocar dor de ouvido (que pode ser intensa), sensação de ouvido tapado, comichão, zumbidos e, em caso de infecção, febre e perda de apetite.

 

O acompanhamento médico especializado é pois fundamental nestes casos. A remoção do cerúmen e a correta limpeza do ouvido deve ser apenas realizada por um otorrinolaringologista.

 

3. Usar cotonetes regularmente previne a dor de ouvido

 

MITO: O ouvido é um dos órgãos mais sensíveis do corpo humano e, como tal, exige cuidados específicos.

 

Um destes cuidados passa por não tentar remover o cerúmen com cotonetes. Isto porque retirar a cera do ouvido com cotonetes pode danificar o canal auditivo e provocar lesões auditivas permanentes.

 

Este é um dos mitos da dor de ouvido que importa definitivamente esclarecer.

 

4. A dor de ouvido é bastante comum no verão devido aos mergulhos no mar ou na piscina

 

VERDADEA acumulação de líquido no canal, em especial depois de um mergulho no mar ou na piscina, é bastante comum nos meses de verão.

 

Como a água fica parada na cavidade do canal do ouvido, pode dar origem a infeções no ouvido, nomeadamente às famigeradas otites. Para evitá-las deve secar bem os ouvidos após os banhos.

 

5. Dor de ouvido sem febre não é preocupante

 

MITO: Este é outro dos mitos da dor de ouvido. Tenha sempre em mente que a dor de ouvido nunca é um bom sinal. Com outros sintomas associados, e sobretudo se for causada pela introdução de um objeto no ouvido, a dor pode sim tornar-se bastante preocupante, pois pode significar uma lesão mais grave. Nestes casos deve procurar de imediato um especialista em audição.

 

Da mesma forma, em casos onde há febre ou dor de garganta, a dor de ouvido é um indicador de infeção. Nunca subestime os sinais e faça questão de marcar uma consulta com o seu especialista em audição.