BLOG WIDEX
Cohclear implantes

Como ajudar o idoso a adaptar-se aos Aparelhos Auditivos

17-04-2021
21-04-2021

O processo de adaptação aos aparelhos auditivos é essencial para o sucesso da reabilitação auditiva. No caso dos idosos, as dificuldades podem começar antes mesmo da utilização dos aparelhos, pela relutância em admitir que precisam de ajuda.

Como em qualquer mudança na vida, a adaptação requer um esforço inicial. É importante encontrar meios para consciencializar o seu familiar ou amigo idoso sobre a importância do uso de aparelhos auditivos e as etapas desse processo, acompanhando-o e estimulando-o a cada passo.

Acompanhe-nos para saber mais sobre o processo inicial e como pode ajudar o idoso a adaptar-se. Com a sua ajuda, o processo de reabilitação auditiva será certamente menos complexo.


Como é o processo de adaptação?

A adaptação não é instantânea - ela ocorre em etapas e de forma gradual -, especialmente quando o idoso já tem perda auditiva há algum tempo, pois o seu cérebro necessitará de mais tempo e de estímulos para reaprender a ouvir diferentes sons.

Por esse motivo, é preciso ser paciente e persistente com o idoso, já que além de ter de se habituar a utilizar aparelhos auditivos, terá de se habituar a uma rotina de consultas de acompanhamento com o audiologista.


Fases de adaptação

Na primeira fase de adaptação, é fundamental que o idoso teste os aparelhos auditivos, utilizando-os por um período de 3 a 7 dias, período durante o qual serão aplicados ajustes de acordo com as dificuldades identificadas.

A segunda etapa começa após 30 dias de uso, com uma nova visita ao seu centro de reabilitação auditiva para uma avaliação, limpeza e ajustes no aparelho, quando necessário.

A consulta seguinte deve ser marcada 3 meses depois e, ao final do processo de adaptação, o idoso deve voltar a visitar o audiologista para nova avaliação. A partir daí, as consultas de acompanhamento poderão ser de 6 em 6 meses, no máximo. Anualmente, deverá ser ainda realizado um novo exame de audição para verificar a evolução e ajustar o tratamento, caso seja necessário.

Como ajudar o idoso na adaptação ao aparelho auditivo?

Ajudar o seu familiar ou amigo idoso no processo de adaptação aos aparelhos auditivos nem sempre é uma tarefa fácil, principalmente nos casos em que há alguma resistência em iniciar o tratamento.

Mas relembre-o que o aparelho é fundamental para a melhoria da qualidade de vida de quem sofre de perda auditiva, e este esforço inicial valerá muito a pena.

 

Escolha um familiar para ajudar na comunicação

No início, é aconselhável escolher um elemento da família, ou, em alternativa, um cuidador ou amigo, para o ajudar a acompanhar a conversa e manter o diálogo fluído. Além disso, é importante escolher um local silencioso e sentar-se de frente ao idoso para ajudá-lo na compreensão da conversa.

Gradualmente, vá incluindo novos elementos na conversa. Com o tempo, estas comunicações podem ser estendidas para ambientes mais ruidosos, como restaurantes e centros comerciais.

 

Conte com a ajuda de um profissional

O acompanhamento de um audiologista é imprescindível ao longo de todo o processo de adaptação. Este profissional irá acompanhar a evolução da perda auditiva, ter em conta as necessidades individuais da pessoa e ajudar na motivação para o processo de reabilitação auditiva.